Home Modalidades Running Começando a correr!

Começando a correr!

8
Compartilhe

Por Luciano Andrade – Clube 12km

 Os corredores estão por todos os lugares, parques, avenidas, ruas, academias, estão em diversos cenários e movimentam milhões a cada ano, no Brasil, a corrida tornou-se o segundo esporte mais praticado tendo um crescimento entorno de 25% ao ano.

Quem conhece um pouco do desenvolvimento da história da corrida deve lembrar que no fim da década de 1970 teve um boom no crescimento deste esporte seguida de um pequeno retrocesso especialmente, após a morte de um escritor e corredor norte americano – Jim Fixx que morreu correndo em uma estrada durante seu treino.

Avaliou-se depois, que Fixx tinha um problema cardíaco já detectado que manteve em segredo, mas como poderia o maior escritor da corrida mundial não poder correr? Porém, hoje, o cenário é outro e o desenvolvimento científico de treinamento e avaliação física dão aos corredores atuais, uma maior segurança para que os mesmos obtenham os benefícios da prática de corrida com o mínimo de riscos a sua saúde.

ANTES DE COMEÇAR

O primeiro passo é saber como seu organismo se comporta frente ao esforço físico, o primeiro profissional a se procurar é um médico cardiologista que deverá pedir alguns exames de sangue e um teste ergométrico de esforço. Após essa etapa deve-se procurar um profissional formado na área de educação física que é apto a montar uma planilha de treinos inicial conforme seu condicionamento e objetivos. Hoje, existem os clubes de corrida que são uma ótima opção, pois você treinará com outras pessoas iniciantes na prática, fator esse que cria uma motivação a mais para se dedicar aos treinos.

Muito importante, porém, é sempre lembrar que todo corredor com menos de dois anos de prática contínua pelo menos três vezes na semana, será considerado um iniciante, pois nesse período o organismo estará se adaptando a prática da corrida tornando-se com o tempo, mais forte e resistente.

O mais importante para quem corre é respeitar as planilhas de treinos, pois a carga foi pensada exclusivamente, para você e tentar acompanhar ou fazer um treino de uma pessoa mais preparada pode acarretar em sérios problemas como as lesões e desgastes excessivos do organismo que podem levar o indivíduo a um overtraining.

LOCAIS 

Correr oferece um grau de liberdade muito grande, já que se pode correr em praticamente, qualquer local: ruas, parques, campos de grama, porém, sempre respeitando as regras de trânsito e as outras pessoas, entretanto, recomendo a preferência por dois tipos de pisos: a grama e a terra batida, pois absorvem bem o impacto em relação ao concreto ou asfalto.

ACESSÓRIOS

Usar roupas claras, e leves que permitam a pele respirar, um relógio com cronômetro para poder evoluir bem no treinamento e manter um diário de seus treinos com distâncias e tempos percorridos é muito interessante, adquirir um bom par de tênis de corrida é um investimento. Um tênis errado no seu pé pode causar muitos transtornos, por isso, o seu treinador poderá recomendar o mais indicado para você. Temos tênis para pronadores, que gastam a parte interna da sola do tênis, supinadores que gastam a lateral externa e pisada neutras, além de modelos específicos para treinos longos, curtos e competições.

ALIMENTAÇÃO

Nunca corra em jejum, pois o organismo utiliza glicose como fonte de energia o que poderá acarretar uma hipoglicemia causando, calafrios, tonturas e até desmaios. Coma alimentos leves de fácil digestão pelo menos trinta minutos antes da prática e após seu treino, ingira alimentos com proteínas e carboidratos para uma completa recuperação muscular.

Lembre-se que passamos uma vida sendo sedentários e ao se começar a correr deve-se sempre buscar orientação para que essa prática lhe traga saúde e melhora na qualidade de vida. A busca por resultados melhores de tempo e distâncias mais longas vem com o tempo e muito treino – você terá o resto da vida para atingir esse objetivo.

Deixe uma resposta