Melatonina

Por: Dr. Eduardo Nunes

A melatonina é um hormônio fundamental para regular o relógio biológico de uma pessoa e assim, controlar o sono, a fome e diversas funções do organismo, além de agir como um potente antioxidante, prevenindo danos celulares por radicais livres, conforme já publicado pelo “The Journal of the American Medical Association (JAMA).”

Esta ação como potente antioxidante pode evitar o surgimento de tumores, envelhecimento da pele e de células cerebrais, podendo prevenir doenças degenerativas como Alzheimer. Também já foi comprovado por estudos, que a administração de melatonina pela manhã, reduz o efeito do jet lag.

Um estudo brasileiro feito em conjunto entre o Hospital Albert Einstein e da Escola Paulista de Medicina, demonstrou que a melatonina pode ser melhor para evitar as fortes dores de cabeça e enxaqueca em comparação com um dos medicamentos mais utilizados atualmente com essa finalidade, a amitriptilina.

Agora um novo estudo publicado mês passado por pesquisadores Dinamarqueses Clin Endocrinol (Oxf). 2015 Sep 9. doi: 10.1111/cen.12942 demonstrou que a suplementação de 12 meses com uma dose baixa de melatonina (1-3mg/dia) reduziu as reservas de gordura e aumentou a massa corporal magra.
O estudo foi realizado em 81 mulheres com idades entre 56-73 anos.

Não se sabe exatamente como a melatonina inibe o crescimento de tecido de gordura, mas in vitro a pesquisa mostrou que a melatonina diminui a atividade do receptor de PPAR-gama nas células de gordura, fazendo com que cresçam mais devagar [J Pineal Res. 2010 Nov; 49 (4):. 364-72] [J Pineal Res. 2009 outubro; 47 (3):. 221-7].

A melatonina também parece desempenhar um papel importante na regulação do equilíbrio de glicose / insulina, aumentando a sensibilidade à insulina. [Eur J Pharmacol. 2009; 606 (1-3): 61-71]. Ao final do estudo as mulheres que usaram melatonina ganharam em média 3% de massa magra (sem realizarem atividades físicas) e perderam em média 5% de gordura.

Dr. Eduardo Nunes
Espaço Vitta Plus
Medicina Esportiva e Performance Metabólica
Cirurgia Plástica

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here